Notícias

Não cabe ao TSE resolver crise política, afirma Gilmar Mendes

quinta-feira, 01 de junho de 2017
Postado por Gabriela Rollemberg Advocacia

Não cabe ao Tribunal Superior Eleitoral resolver a crise política instalada no país, afirmou nesta segunda-feira (29/5) o presidente da corte, ministro Gilmar Mendes, ao falar sobre o julgamento que pode cassar a chapa formada por Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), eleita em 2014 e denunciada por abuso de poder econômico na campanha.

Diante de diversas notícias afirmando que haveria um pedido de vista na corte para dar uma espécie de sobrevida a Michel Temer, Gilmar Mendes disse que o pedido deve ser encarado como um fato normal diante da complexidade do processo, que conta com um relatório de mais de mil páginas.

"Há muita especulação na mídia se haverá ou não pedido de vista. Se houver pedido de vista, é algo absolutamente normal, ninguém fará por combinação com esse ou aquele intuito. Também não cabe ao TSE resolver crise política. Tribunal não é instrumento para solução de crise política. O julgamento será jurídico e judicial", afirmou, ao participar de evento da Associação Brasileira de Planos de Saúde, em São Paulo.

O julgamento está marcado para ser retomado no dia 6 de junho. No despacho, foram definidas quatro sessões para a análise do processo, que serão feitas nos dias seguintes. Apesar da tensão em torno do caso, o presidente do TSE e ministro do Supremo Tribunal Federal disse que a expectativa é que o julgamento seja tranquilo.

Leia a matéria completa em :

CONJUR

http://www.conjur.com.br

 

Acesso em 01/06/2017

Categoria(s): 
,
Tag(s):
, , , , , , , , , , , ,

#GRAinforma

Notícias relacionados

ter, 03 de abril de 2018

TSE determina eleição direta para governador do Tocantins

Foi publicado no Diário da Justiça eletrônico da última terça-feira (27) o acórdão que determinou a cassação do governador de […]
Ler mais...
sex, 29 de julho de 2016

REVISÃO SALARIAL - Reajuste inflacionário para funcionalismo público em ano eleitoral é lícito, diz TRE-SP

Reajustes salariais para o funcionalismo público em ano eleitoral são lícitos, desde que sirvam exclusivamente para compensar a inflação do […]
Ler mais...
sex, 05 de julho de 2013

Plebiscito sobre reforma política só valerá para 2016, aponta base do governo

A posição de consenso foi divulgada após reunião dos líderes da base com o vice-presidente da República, Michel Temer, e […]
Ler mais...
seg, 13 de junho de 2022

TSE: Ministra rejeita ação contra Bolsonaro por propaganda antecipada

Fonte: Migalhas A ministra Maria Cláudia Bucchianeri, do TSE, rejeitou um pedido formulado pelo PT contra o presidente Jair Bolsonaro […]
Ler mais...
cross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram